Governo Federal promete liberar R$ 420 milhões para saúde e segurança do RN - Jornal Potiguar

Últimas

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Governo Federal promete liberar R$ 420 milhões para saúde e segurança do RN

Parlamentares presentes à reunião com presidente e ministros disseram, contudo, que a União exigiu como contrapartida a aprovação na Assembleia Legislativa do pacote de medidas de ajuste fiscal

reunião temer bancada ministros
Reunião entre presidente, ministros, governador e parlamentares aconteceu hoje em Brasília

O presidente Michel Temer e ministros do Governo Federal asseguraram nesta terça-feira, 16, ao governador Robinson Faria (PSD) e a deputados e senadores potiguares que a União vai liberar para o Rio Grande do Norte, em curto prazo, cerca de R$ 420 milhões para a saúde e a segurança. De acordo com o senador José Agripino Maia (DEM), os recursos deverão ser usados na quitação de salários atrasados para os servidores das duas áreas.
Deputados e senadores presentes à reunião com o presidente e os ministros disseram, contudo, que a União exigiu como contrapartida a aprovação na Assembleia Legislativa do RN do pacote de medidas de ajuste fiscal elaborado pelo governo estadual. “É uma forma de promover equilíbrio permanente”, disse José Agripino.
De acordo com o deputado Fábio Faria (PSD), a maior parte dos recursos será destinada à saúde. “Pleiteamos que, dos R$ 420 milhões, R$ 320 mi sejam para a saúde e R$ 100 mi sejam para a segurança, e foi o que ficou acertado. Mostramos ao governo que o problema do RN não é o descontrole das contas, e sim a frustração do Fundo de Participação dos Estados, de royalties e o aumento do valor da folha de inativos. Precisamos conter esse aumento para colocar as finanças em ordem e para que a União possa dar sua contribuição”, afirmou.
Segundo o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), o governo federal prometeu ainda finalizar até o próximo dia 25 um levantamento sobre a situação financeira do Rio Grande do Norte. O diagnóstico vai apontar medidas que podem ser adotadas pelo Estado, além da aprovação do ajuste fiscal já proposto, para sanear as contas públicas.
“Fizemos um apelo de que a situação do Rio Grande do Norte é crítica e que não pode continuar como está. É preciso um plano estratégico daqui para a frente. É necessário que estejamos sempre brigando para solucionar o problema do RN”, destacou o deputado Walter Alves (PMDB).
Além do presidente, do governador e dos parlamentares já citados, participaram da reunião os deputados Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD, Rafael Motta (PSB) e Rogério Marinho (PSDB), além de ministros do governo federal, como Henrique Meirelles (Fazenda).
*Atualizada às 22h07 para acréscimo de informações

Fonte: Agora RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário