Nova era da cirurgia plástica promete ampliação natural do pênis por meio das famosas células-tronco - Jornal Potiguar

Últimas

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Nova era da cirurgia plástica promete ampliação natural do pênis por meio das famosas células-tronco


A StemProtect, uma empresa em Nottingham, no Reino Unido, afirmou que tem trabalhado em uma nova forma de cirurgia estética “natural” que promete aumentar o pênis sem a adição de próteses.
O procedimento, que também funcionaria para os seios e glúteos femininos, seria feito por meio de células de gordura do abdômen e células-tronco, e substituiria completamente o mercado de próteses de silicone e outros preenchimentos artificiais, segundo informações do Daily Mail.
A StemProtect, que é uma empresa especializada em criopreservação de células-tronco, acredita que o método desenvolvido com células-tronco poderia reduzir as complicações causadas pelas cirurgias atualmente disponíveis, bem como evitaria as chances de a gordura ser transferida e absorvida pela corrente sanguíneas, além intoxicação e infecção por implantes.
Os procedimentos envolveriam a remoção da gordura do abdômen através de lipoaspiração. Então, metade dessa massa teria as células-tronco removidas para serem adicionadas à gordura restante.
“Estamos entrando em uma nova era da cirurgia plástica, que se esforça para não apenas parecer mais natural do que nunca, mas que também está buscando usar mais e mais materiais e procedimentos naturais para alcançar o aspecto desejado”, disse Mark Hall, da StemProtect.
“As pessoas estão cada vez mais conscientes de que o natural é melhor, mas ao mesmo tempo elas querem melhorar sua aparência onde for possível”, afirmou.
Segundo ele, a mistura das células de gordura com as estaminais reduziria as chances de qualquer reação adversa ao tratamento. “A verdade é que as células-tronco podem realmente ajudar. Ao cultivarmos tecido das próprias células de uma pessoa, elas não podem ser rejeitadas pelo corpo”, acrescentou ele afirmando que o método é mais útil do que as complicadas cirurgias para ampliação peniana.
“Qualquer coisa além de tecido natural é sempre um grande risco, mas com as células-tronco você pode efetivamente melhorar o natural usando materiais originais“, disse.
A “febre” das células-tronco, que vêm sendo consideradas para tratar uma série de problemas, tem também chamado a atenção de muitos críticos. No ano passado, por exemplo, a Food and Drug Administration (FDA) advertiu pacientes em todo os EUA para que pesquisassem detalhadamente sobre qualquer procedimento antes de se inscreverem ou comprarem tratamentos.
Jornal Ciência via Daily Mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário