Natal ganha reforço internacional para se tornar cidade humana e inteligente - Jornal Potiguar

Últimas

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Natal ganha reforço internacional para se tornar cidade humana e inteligente

Secretário municipal de Governo, Kleber Fernandes, conduziu a reunião e assegurou que a Prefeitura tem a questão como prioridade

Reunião contou com a presença do ministro Carlos Oliveira, responsável pelas relações entre o Brasil e países europeus

Representantes da Prefeitura e da Câmara Municipal de Natal e da UFRN se reuniram nesta quinta-feira, 26, em Natal, para estabelecer parceria com a União Europeia a fim de transformar a capital potiguar numa cidade humana e inteligente. A reunião contou com a presença do ministro Carlos Oliveira, responsável pelas relações entre o Brasil e países europeus.
“Natal tem total condições de avançar no sentido de se tornar inteligente e humana e grandes centros que fazem parte da União Europeia podem ajudar nesse processo. É exatamente essa ponte que vamos construir juntos” disse o ministro, que pôde ouvir as ações já realizadas pelo Executivo, Legislativo e Universidade.
O vereador Sueldo Medeiros (PHS) representou a Câmara na reunião. Ele compartilhou as conquistas recentes nesse sentido, como a viabilização do projeto do Parque Tecnológico de Natal e da vinda da Campus Party. “Também está em tramitação projeto de nossa autoria que assegura ensino de robótica na rede pública municipal. Sua aprovação representa um grande avanço para Natal”, disse ele.
O secretário municipal de Governo, Kleber Fernandes, conduziu a reunião e assegurou que a Prefeitura tem a questão como prioridade. “Essa é uma pauta importante para nós. Demos alguns passos no que diz respeito à transparência e à prestação de serviços, mas conscientes de que podemos avançar mais”, declarou Kleber.
A reunião contou com a presença das secretarias municipais de Meio Ambiente e Urbanismo e de Mobilidade Urbana, nas pessoas dos titulares das pastas, Daniel Nicolau e Elequicina Maria dos Santos, e da secretaria de Planejamento, por meio de Irani Santos. O Professor Álvaro Oliveira foi quem articulou o encontro e representou a UFRN.
O conceito
De acordo com a própria União Europeia, as chamadas Smart Cities (cidades inteligentes, em tradução literal) são sistemas de pessoas interagindo e usando energia, materiais, serviços e financiamento para aumentar o desenvolvimento econômico e, com isso, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Fonte: AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário