Médica deixa carro e é morta atropelada por bandidos em SP - Jornal Potiguar

Últimas

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Médica deixa carro e é morta atropelada por bandidos em SP

Mulher de 57 anos foi para trás do próprio carro quando os assaltantes viram carro da polícia e deram ré.

Imagem relacionada

Uma médica de 57 anos morreu após ser atropelada pelos próprios assaltantes no bairro Campo Belo, na Zona Sul de São Paulo, na noite desta quarta-feira (5). A vítima tinha saído do trabalho e estava chegando em casa quando foi abordada por criminosos.
Maria Eliza Calippo Aquino de Alencar estava dentro do carro na Avenida Lino de Moraes Leme quando três criminosos anunciaram o assalto, por volta das 21h.
Após sair do carro ela foi para trás do veículo. Os ladrões arrancaram e na fuga deram de cara com um carro da polícia. Assustados, os assaltantes deram ré e atingiram a médica, que ficou presa nas ferragens e foi arrastada por alguns metros.
A vítima chegou a ser socorrida ao pronto-socorro do Hospital São Paulo, mas já chegou sem vida.
Um jovem de 15 anos foi detido após sair correndo e outros dois criminosos que ficaram no carro conseguiram fugir. O menor estava com uma réplica de uma pistola.
O carro da vítima foi encontrado em uma travessa da favela Alba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário