Geração de empregos no RN tem o melhor junho em 7 anos - Jornal Potiguar

Últimas

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Geração de empregos no RN tem o melhor junho em 7 anos


O mercado de empregos formais do Rio Grande do Norte teve o melhor mês de junho desde 2012. O saldo registrado pelo Ministério da Economia foi de 1.237 novas vagas criadas durante o mês, 53% a mais do que em junho de 2018. O dado indica uma recuperação no ambiente de negócios no RN, que ficou na 4ª posição no ranking de geração de empregos no Nordeste em junho.

“Não há notícia melhor do que essa: 1.237 empregos de carteira assinada para o nosso povo, no melhor junho dos últimos anos”, destacou a governadora Fátima Bezerra, ao participar, nesta sexta-feira (26) do lançamento do programa RN + Competitivo, um conjunto de iniciativas para estimular a retomada do crescimento econômico do Estado com foco na atração de investimento, qualificação profissional e geração de empregos.

Cinco setores da economia potiguar fecharam junho com saldo positivo de vagas. Os destaques de junho do Caged - Cadastro Geral de Empregos e Desempregados - foram os setores de agropecuária e de serviços, seguidos da construção civil, dos serviços industriais de utilidade pública e da extrativa mineral.

“Este é um período de economia aquecida. Uma das sinalizações boas é que começamos este período com o melhor dado para junho em sete anos. A expectativa é terminar o ano com um saldo positivo na geração de empregos. Todos os meses daqui para frente devem ter saldos positivos e crescentes”, explicou o secretário de Estado do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire.

Os negócios agropecuários geraram 750 novos empregos para o povo potiguar, com uma variação positiva de 5,76% em relação a maio. Já no setor de serviços foram 365 vagas abertas em junho. O saldo positivo de junho foi puxado também pelos 212 empregos na construção civil, 77 nos serviços industriais de utilidade pública e 59 na área extrativa mineral.

SÉRIE HISTÓRICA

Geração de empregos formais em junho

2009: +736

2010: +2.670

2011: +1.407

2012: +1.631

2013: +1.112

2014: (-561)

2015: (-2.188)

2016: (-1.163)

2017: +453

2018: +805

2019: +1.237

Fonte: Caged/ME

Foto: Ivanízio Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário