Foto: University of Maryland School of Medicine/Divulgação

A vacina da Pfizer desenvolvida em parceria com o laboratório de biotecnologia BioNTech pode ser o primeiro imunizante para Covid-19 a ser autorizado de maneira emergencial no ocidente. O medicamento está em avançado processo de avaliação pela agência reguladora independente do Reino Unido, conforme revelou o jornal Financial Times.

Uma vez liberada, a vacinação poderá ocorrer horas depois do parecer da agência — o que permitiria que as primeiras agulhadas ocorressem ainda no dia 7 de dezembro.

O Reino Unido encomendou 40 milhões de doses do medicamento da Pfizer, que é aplicado em duas doses. Ele também está em processo de negociações no Brasil junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A eficácia divulgada pelos laboratórios é de 95%.

Veja

Post a Comment

Facebook

header ads
header ads
header ads