Primeiro epicentro da pandemia, Wuhan comemora ano novo com aglomerações - Jornal Potiguar

Últimas

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Primeiro epicentro da pandemia, Wuhan comemora ano novo com aglomerações


Um ano após o primeiro caso reportado do novo coronavírus em Wuhan, na China, os cidadãos comemoraram a chegada de 2021 com muita aglomeração e uso de máscaras.

A província chinesa foi a primeira cidade a sofrer os impactos da covid-19. Com a rápida infecção do que até então era uma síndrome respiratória aguda grave, seus cidadãos passaram por um longo período de quarentena.

Agora, milhares de pessoas se reuniram no centro da cidade para celebrar a chegada de 2021. Os presentes usavam máscaras, mas não respeitaram o distanciamento para evitar a propagação do coronavírus.

Wuhan é a cidade mais afetada da China pelo vírus, que deixou em todo o país 4.634 mortos, segundo o balanço oficial, sendo quase 4.000 no local.

De acordo com um estudo do Centro Chinês para o Controle e a Prevenção de Doenças, o número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus na cidade teria sido 10 vezes superior ao balanço oficial anunciado até o momento pelas autoridades de Pequim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário