ÚLTIMAS NOTÍCIAS

6/recent/ticker-posts

Taipa por alvenaria: Prefeita Mariana fará hoje entrega casas no bairro Manoel Deodato


A Prefeitura de Pau dos Ferros, através da Secretaria de Planejamento (SEPLAN), fará nesta terça-feira (11), a entrega de três casas em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que fez a substituição de casas de taipa por alvenaria, no bairro Manoel Deodato.

Na segunda quinzena de fevereiro deste ano, foi dado início às obras de construção das casas, em parceria com a Funasa, por meio do Projeto Melhorias Habitacionais para o Controle de Doenças de Chagas, e amanhã (11), três famílias receberão seu novo lar. No projeto, em vigência desde 29 de dezembro de 2017, o governo federal aprovou o Orçamento Geral da União (OGU), e investiu R$ 416 mil para a construção de dez casas, as quais cinco delas foram entregues na gestão passada, no período de três anos. Devido à demora para realizar o projeto, a empresa licitada para executar a obra teve que fazer um realinhamento orçamentário, ou seja, os valores de material e serviços orçados em 2017 ficaram defasados e hoje, para que a obra fosse executada, teve que passar por uma atualização desses valores, por ter passado muito tempo para concluir.

Segundo o Engenheiro Civil, Coordenador de Desenvolvimento Econômico da SEPLAN, Vidal Júnior, as casas seguem um padrão de modelo de projeto básico, com dois quartos, um banheiro, sala com cozinha integrada e área de estar, com tamanho aproximado de 53m². “O significado para essas famílias que recebem as casas é inexplicável. Não há como medir a importância de se ter uma habitação que realmente proteja uma família, que garanta luz elétrica, saneamento básico, saúde e bem estar físico e estrutural. A dignidade gerada pelo projeto assegura contra a doença de chagas, sol, chuva e intemperismo. Essa parceria permitiu a prefeitura poder concretizar o sonho de três famílias que conseguiram ter sua casa própria”, explica Vidal, que reforçou o curto espaço de tempo que a nova gestão realizou a construção das casas, em apenas três meses.

O projeto teve execução da obra feita pela SEPLAN, totalizando um investimento municipal de R$40.456,05 e um total geral investido na parceria foi de R$456.456,05, para execução de 10 casas populares. A prefeitura hoje corre contra o tempo, pois a vigência do projeto está próximo do fim, e a expectativa da SEPLAN é que até o final de julho mais duas famílias recebam suas casas.

A parceria entre a Prefeitura e FUNASA prioriza melhorar as condições de moradia das famílias beneficiadas com o projeto, fazendo um trabalho preventivo no combate ao aparecimento do inseto transmissor da doença de Chagas, proporcionando assim prevenção de doenças, além de dignidade, já que a

estrutura dessas casas de alvenaria faz com que insetos como o barbeiro não se proliferem.
O Projeto “Melhorias Habitacionais para o Controle da Doença de Chagas”
A doença de Chagas é uma endemia do continente americano, que tem como agente patogênico o Trypanosoma cruzi e transmissor o inseto hematófago Triatomíneo.

A existência de habitações cujas condições físicas favorecem a colonização de triatomíneos associados à pressão de exemplares de procedência silvestre reinfestando o peri e o intra domicílio, a dificuldade de êxito no controle desses vetores, com inseticidas, constituem fatores que recomendam a Melhoria da Habitação como medida essencial no Programa de Controle da Doença de Chagas.

Como medida de controle do vetor da doença de Chagas, destaca-se a Melhoria da Habitação, cujos benefícios devem ser reforçados por meio de ações de caráter educativo, desenvolvidas simultaneamente junto às comunidades beneficiadas.

Postar um comentário

0 Comentários