ÚLTIMAS NOTÍCIAS

6/recent/ticker-posts

Empresa do Parque Tecnológico é aprovada em chamada do CNPq para fomento de PD&I

Programa distribui R$ 5 milhões para projetos inovadores. Startup visa criar IA para setor jurídico


A startup Processo Ágil, credenciada ao Parque Tecnológico do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), foi uma das aprovadas na Chamada nº 33/2020 RHAE – iniciativa que apoia a inserção de pesquisadores em empresas vinculadas a incubadoras conduzida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Por meio da chamada, será distribuído o valor de R$ 5 milhões entre as instituições aprovadas. A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Apoio aos Ambientes Inovadores (PNI), que tem o intuito de fomentar Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) de micro e pequenas empresas vinculadas a incubadoras.

Sendo uma das poucas representantes do Nordeste, a Processo Ágil aponta a importância de participar de editais de fomento como esse, que constituem uma ponte entre a academia e o mercado de trabalho.

“Alocar profissionais em uma startup para o setor de pesquisa e desenvolvimento é algo que necessita de muito investimento, já que o retorno não vem a curto prazo”, pontua Amanda Gomes, gestora de projetos da Processo Ágil – empresa especializada em tecnologia voltada ao setor jurídico.

Ainda, segundo Gomes, com a entrada de profissionais especialistas em Inteligência Artificial (IA), será possível aprimorar os dashboards da empresa e lapidar seu banco de dados, mapeando todos os processos jurídicos do Brasil e realizando análises preditivas quanto à duração das ações judiciais e seus potenciais índices de sucesso.

“As decisões em processos judiciais são baseadas em fontes como jurisprudência e interpretação, e, através de iniciativas como essa do nosso projeto de PD&I, denominado ‘Inteligência Artificial Jurídica’, será mais fácil definir a estratégia processual a partir de dados. Por isso, nosso projeto vai beneficiar tanto advogados como os diferentes operadores do Direito, inclusive do setor público”, acrescenta a gestora.

Processo Ágil

Criada para facilitar a entrega de informação judicial, a Processo Ágil conta com uma plataforma que oferece a captura automática de processos judiciais, publicações, andamentos e funcionalidades como módulos de Geração de Documentos, BI, Agenda e Financeiro, responsáveis por otimizar toda a gestão de escritórios de advocacia.

Atualmente, o objetivo da empresa é aprimorar a tecnologia através de PD&I, buscando novos parceiros e novas oportunidades de crescimento. Segundo Amanda Gomes, a ideia é que a nova aplicação de IA seja utilizada em todo o território nacional.

Postar um comentário

0 Comentários