ÚLTIMAS NOTÍCIAS

6/recent/ticker-posts

Senador Jean quer implementar projeto sobre cultivo de algodão orgânico no RN


Na quinta-feira (25), o mandato do Senador Jean (PT-RN) e Governo do RN, representado pelo Projeto Governo Cidadão, se reuniram com a equipe do ‘Projeto Algodão Paraíba’, que visa promover o protagonismo do agricultor familiar na cadeia produtiva do algodão orgânico. 

O objetivo do projeto é melhorar os índices de produção, diminuindo custos e aumentando a interação com outras cadeias produtivas, como a da bovinocultura de leite e de carne. A equipe paraibana apresentou as experiências exitosas de cultivo do algodão no estado com os gestores potiguares.

Uma fibra da qual nada se perde. Assim é o algodão. O “ouro branco” que, entre as décadas de 60 e 80, chegou ao auge da sua produção no Rio Grande do Norte e alavancou a economia do estado, com plantações chegando a ocupar áreas de até 500 mil hectares. Os municípios pólos que vivenciaram esse momento próspero hoje guardam as lembranças do passado, após os prejuízos herdados pela devastação das plantações, causada pela “praga do bicudo”.
 
A riqueza do ciclo do algodão no RN é lembrada pelas antigas gerações. Entretanto, alternativas estão sendo estudadas para retomar a indústria da cotonicultura, incluindo novos setores da cadeia produtiva, bem como técnicas inovadoras de plantio e beneficiamento.
 
O Projeto Algodão Paraíba tem metodologia que já se tornou referência no Mercosul, por meio do projeto de Cooperação Sul-Sul Trilateral Brasil/FAO/países membros, para o desenvolvimento do setor algodoeiro e da segurança familiar desses países. A iniciativa é do Governo da Paraíba e executada por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Fundiária (Empaer).
 
O mandato do Senador Jean tem atuado com ênfase no fortalecimento da agricultura familiar no Rio Grande do Norte. O mandato se colocou à disposição para organizar os coletivos da agricultura familiar e inseri-los na proposta de retomada do plantio de algodão orgânico, bem como acompanhar a implantação dessa iniciativa no estado potiguar.
 
A equipe paraibana foi composta pela presidente da Cooperativa de Produção Têxtil, Afins do Algodão da Paraíba (CoopNatural), Maysa Gadelha; pelo secretário de Agricultura de Campina Grande, Renato Gadelha; o extensionista rural da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Fundiária (Empaer-PB), Vlaminck Saraiva; e o cooperado Carlos Daniel.
 
Acompanharam a reunião, por parte do Governo do RN, os secretários Guilherme Saldanha (Agricultura e Pesca) e Alexandre Lima (Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar); o diretor do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN, César Oliveira, e da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN, Rodrigo Maranhão; o gerente da SAPE, Fabiano Lima, e o chefe de Gabinete do mandato do Senador Jean, Adriano Gadelha.

Como encaminhamento, no dia 20 de julho será realizada uma reunião com o comitê gestor e os representantes das regionais da Emater e da rede de cooperativas que representam os movimentos sociais do campo para apresentação do projeto e identificar o interesse na realização de ações pilotos no Rio Grande do Norte.
 
*Agricultura familiar*

Em março deste ano, o Governo do Estado assinou convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para o investimento de R$ 1,1 milhão na agricultura familiar do Rio Grande do Norte, provenientes de emendas parlamentares do Senador Jean.
 
O convênio viabiliza a entrega de quatro caminhões de pequeno porte, oito medidores de umidade e uma embaladora a vácuo para 550 famílias de agricultores familiares de cooperativas dos territórios do Potengi, Açu – Mossoró, Seridó e Terras Potiguaras.

A verba também vai servir para a compra de equipamentos para silagem, através da Emater-RN. O objetivo é promover o desenvolvimento da pecuária dos pequenos e médios produtores do estado vinculados ao Programa Estadual de Forragem, lançado pelo Governo do Estado em 2019, atendendo cerca de 300 produtores rurais.

Além das emendas que compõem o convênio, Jean também já direcionou mais R$ 1,5 milhão para os municípios aplicarem em atividades da agricultura familiar e R$ 3 milhões para a perfuração de poços artesianos em diferentes cidades do estado.

Postar um comentário

0 Comentários