Foto: Christina Victoria via UnSplash

Em entrevista à CNN Rádio nesta segunda-feira (2), o infectologista da Unifesp, Ricardo Sobie, avaliou que o combate ao coronavírus tem que ser “multifatorial”. Ele explicou que o arrefecer dos números da pandemia não será “exclusivamente propiciado pelas vacinas”: “Precisa ter uma abordagem multifatorial, ainda falta um medicamento que mate o vírus e corte a cadeia de transmissão, como uma pílula do dia seguinte.”

Sobre acredita que “as vacinas, combinadas com distanciamento social e os eventuais medicamentos, vão controlar melhor a Covid-19.”

Mesmo reconhecendo que a taxa de mortalidade está caindo, o infectologista questiona que não é o momento para flexibilizações: “Por que deveria facilitar agora enquanto não tem quantidade maior de pessoas vacinadas, que é o que ajuda?”

“A gente deveria esperar mais, especialmente em encontros em locais fechados, como se a vacina fosse o goleiro, pega 50%, 80% das bolas, a nossa defesa pode ser boa, mas estratégia é montar uma retranca, para evitar a exposição, se o ataque é muito bom, vai tomar gol e tem que pensar que tem muito time sem goleiro ainda”, afirmou.

CNN Brasil

Post a Comment

Facebook

header ads
header ads
header ads