A Coordenação Médica do setor de Pediatria do Hospital Cleodon Carlos de Andrade, em conjunto com a Direção técnica e Geral da Instituição, vem a público por meio desta nota esclarecer:

A criança que foi a óbito chegou ao hospital apresentando quadro de síndrome gripal, com uma infecção grave, não apresentou melhora em nenhum momento.

Foi solicitado exames para fechar os casos das duas crianças que foram a óbito esta semana no hospital e estão em investigação. 

É importante frisar que as duas crianças que foram a óbito, apresentaram em seus resultados SWAB negativo para COVID-19.

Atendemos também uma criança de São Miguel, com 06 meses de idade que testou positivo para COVID-19 e foi transferida. Mas a criança apresentava o quadro estável, não estava em estado grave.

Fora os casos citados acima, algumas notícias que circulam em redes sociais são falsas de pacientes menores atendidos pelo serviço de assistência do HCCA.

Informamos a toda população que nosso hospital se solidariza com os familiares da criança que foi a óbito hoje (21). 

Nossa equipe prestou toda assistência possível para restabelecer a saúde da criança, porém, com a gravidade do caso não foi possível reverter o quadro da paciente.

Uma perda de quem se ama, sempre será algo doloroso, e quem trabalha no hospital também sente que uma parte de si foi junto com o paciente. Não está sendo fácil lidar com perdas, imaginem em um setor de pediatria.

Do mais, continuamos nosso trabalho com a missão de fazer o nosso melhor. Pedimos que toda população se cuide, mantenham os cuidados necessários com todas as faixas etárias, se estiverem com síndromes gripais mantenham isolamento. Sair apresentando síndromes gripais pode acarretar na proliferação de vírus e contaminar nossas crianças. É necessário ter responsabilidade com quem se ama, e com quem não conhecemos também.


ASCOM HCCA.

Post a Comment

Facebook

header ads