A população do pequeno município de Encanto/RN, no interior do Rio Grande do Norte, buscou as redes sociais nesta segunda-feira (17) para criticar uma medida administrativa um tanto bizarra; o município suspendeu os eventos festivos e comunicou a população que a Secretaria de Saúde não faria atendimento presencial entre os dias 10 e 21 de janeiro, período que em tese estariam acontecendo os festejos de janeiro no município. Mas que festejos, se o próprio município decretou a suspensão dos eventos? A população não entendeu.

E  mesmo que não tivesse suspendido, qual a razão de fechar a sede da Secretaria de Saúde no momento em que a população mais precisa?  O executivo busca prestigiar servidores em detrimento da saúde da população?


Segundo o boletim epidemiológico do município, 89 pessoas estão em isolamento, números bem superiores aos registrados ontem, 43. Em apenas um dia quase que dobrou o número de casos.

Segundo o secretário de saúde do município, Ícaro Iran, o atendimento não foi suspenso, está acontecendo de forma remota. Para a vereadora Raquel, os munícipes não podem ficar desassistidos do atendimento presencial no momento em que os casos de Covid-19 e H3N2 estão crescendo na cidade.

A vereadora procurou o Ministério Público e noticiou o caso para que sejam apuradas as responsabilidades dos gestores municipais: o prefeito e o secretário de saúde.

Após críticas nas redes sociais e  temendo investigação do MP, o município reabriu durante o dia a Sede da Secretaria Municipal de Saúde para atendimento presencial.

Fonte: Grupo Cidadão 190

Post a Comment

Facebook

header ads