Recuperado da Covid-19, o poeta Bráulio Bessa desabafou no Encontro com Fátima Bernardes nesta segunda-feira 

Bráulio Bessa, poeta do Encontro com Fátima Bernardes, participou do matinal nesta segunda-feira 31 para contar sobre o período em que ficou internado, após testar positivo para a Covid-19. Ele aproveitou o espaço para criticar o governo de Jair Bolsonaro, que recusou 14 vezes a compra de vacinas para o país. Já são 462 mil brasileiros mortos. 

Já recuperado, o cordelista contou que começou a se sentir mal a partir do sétimo dia de diagnóstico. Antes disso, ele teve apenas sintomas leves. “Eu comecei a sentir cansaço, tosse seca e dificuldade de falar. No oitavo dia, eu desci para tomar café e eu não consegui, deitei no sofá da sala e dali saí em uma ambulância”, afirmou. 

Bessa contou que recebeu o primeiro atendimento em sua casa e lá descobriu que sua saturação estava 88, considerada baixíssima pelos médicos. Já com dificuldade para respirar, ele foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

“Saí de casa tomando acho que quatro litros de oxigênio”, completou. “Tive muito medo de morrer, de uma doença que já tem vacina (…). De repente, eu estava deitado numa ambulância.” 

O artista fez duras críticas às autoridades. “Uma pandemia conduzida de forma irresponsável, como o nosso país tem conduzido, você não precisa estar com o vírus para ficar abalado”, disse.

Fonte: AgoraRN

Post a Comment

Facebook

header ads