Depois de mergulhar para os mais baixos patamares de sua história em meados do ano passado, por causa da pandemia, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Rio Grande do Norte de janeiro último voltou a cair.

Ficou em 51,0 pontos, uma queda de 1,8 ponto na comparação com dezembro (52,8 pontos) e de 6,2 pontos em relação ao indicador de janeiro de 2021 (57,2 pontos).

Valores acima de 50 pontos para a pesquisa indicam empresários confiantes. Foram ouvidas 34 empresas, sendo 13 pequenas e 21 médias e grandes. O período da coleta foi de 3 a 14d e janeiro de 2022.

A pesquisa revelou uma inversão no humor de alguns setores analisados, como os empresários da Indústria da Construção, que estavam mais confiantes em dezembro, passaram a ser pessimistas, enquanto nas Indústrias Extrativas e de Transformação, a confiança aumentou, ainda que de forma moderada.

Médias e grandes indústrias pesquisadas demonstram menor confiança, enquanto as pequenas apontam falta de confiança pelo terceiro mês seguido.

Comparando-se o ICEI do Rio Grande do Norte com o divulgado dia 13 de janeiro pela CNI para o Brasil, tem-se empresários menos confiantes nos dois casos. Todavia, o indicador nacional registrou menor queda em janeiro de 2022(-0,7 ponto), passando de 56,7 para 56,0 pontos, superando o indicador potiguar (51,0 pontos).

Post a Comment

Facebook

header ads