Segundo o plano "Vivendo com a Covid" as medidas deixam de valer nesta quinta-feira; ao menos outros 14 países europeus flexibilizam medidas


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou hoje (21), que as restrições sanitárias terminarão na Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte – que compõem o Reino Unido – nesta quinta-feira (24). No dia 1 de abril, testes gratuitos para a Covid-19 deixarão de ser fornecidos à população em geral.

Segundo um levantamento da agência CNN, outros 14 países europeus anunciaram a flexibilização das medidas de combate à pandemia neste ano. São eles: Suíça, França, Noruega, Lituânia, Dinamarca, Áustria, Irlanda, Holanda, Espanha, Bélgica, Alemanha, Suécia, Portugal e Finlândia.

O plano “vivendo com a Covid”, anunciado por Johnson, ainda estabelece que a exigência legal de autoisolamento para aqueles que testem positivo será abandonada.

Segundo o premiê, os esforços de combate à pandemia realizados nos últimos dois anos permitem que agora as restrições deixem de ser determinadas pelo governo e se tornem uma questão de responsabilidade pessoal.

As medidas levantaram objeções de que o país estará vulnerável ao surgimento de novas variantes do coronavírus. A estratégia do primeiro-ministro deve focar no oferecimento de doses de reforço da vacina, especialmente para grupos mais suscetíveis à doença.

O fim das restrições era uma prioridade para muitos integrantes do Partido Conservador, do qual o primeiro-ministro faz parte.

Líderes da Escócia e do País de Gales, que são fortemente críticos ao governo de Johnson, disseram que a política dificulta o enfrentamento das variantes do coronavírus.

Com informações de Emylly Alves

Post a Comment

Facebook

header ads