A Polícia Civil de Alagoas prendeu pessoas suspeitas de participar do furto ao apartamento dos influenciadores Carlinhos Maia e Lucas Guimarães, localizado em um luxuoso prédio em Maceió. A informação foi confirmada pela polícia nesta terça-feira (7).

Na segunda-feira (6), os delegados Lucimério Campos, diretor de Polícia Judiciária da Região Metropolitana, Robervaldo Davino, titular do 6º Distritito Polícial, e Gustavo Xavier, delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, concederam uma entrevista coletiva onde comentaram o caso.

Segundo os delegados, a polícia já tinha suspeitos do crime, mas ainda não havia pedido nenhum mandado de prisão e não podia apontar quem seriam esses suspeitos a pedido do setor de inteligência da própria Polícia Civil.

De acordo com o delegado Lucimério Campos, a Polícia Civil suspeitava de que as pessoas que cometeram o crime eram de fora do estado e que as pessoas envolvidas eram especializadas nesse tipo de crime e que tinham informações privilegiadas sobre as falhas do sistema de segurança do edifício onde os influenciadores moravam.

Um vídeo, divulgado pela Polícia Civil, mostra uma dupla, um homem e uma mulher, entrando mascarados no prédio onde os influenciadores moram. Nas imagens é possível ver que os criminosos se andam pelos cantos de parede para chegar ao interior do prédio.

O furto ocorreu no dia 29 de maio, quando os influenciadores não estavam em casa. Carlinhos estava em Aracaju para realizar uma lipoaspiração e Lucas em Cancún, a trabalho.

Depois do ocorrido, Carlinhos foi morar na casa dos pais, em Penedo e disse que reforçou a sua segurança pessoal.

G1

Post a Comment

Facebook

header ads