Foto: Freepik

A Polícia Civil cumpriu dois mandados de busca e apreensão no município de Encanto, no interior do Rio Grande do Norte. A ação foi realizada na última sexta-feira (25), mas só foi divulgada pela instituição nesta segunda-feira (28).

De acordo com as investigações, o agente de endemias Carlos Henrique Neres da Silva teria criado um perfil fake em uma rede social com o objetivo de agredir a honra de alguns moradores da região com calúnias, injúrias e difamações.

As investigações foram iniciadas após uma denúncia apontar que o suspeito estava acessando o perfil citado em um dos computadores da Secretaria de Saúde de Encanto, que deveria ser utilizado apenas para trabalho. Os mandados foram cumpridos no local de trabalho do servidor e na sua residência, localizada no sítio Várzea Nova.

Segundo a Polícia Civil, o objetivo da buscas foi apreender celulares e mídias para subsidiar a investigação. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara da Comarca de Pau dos Ferros, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). 

Na delegacia, o servidor público confirmou as acusações de que teria criado o perfil que é utilizado para agredir aproximadamente 50 cidadãos da cidade de Encanto, com insultos reportados nos stories, mas apenas como uma brincadeira, porque não tinha nada contra as pessoas ofendidas. 

Com a identificação e a confissão, o servidor foi exonerado da função pública que ocupava há dois anos e responderá pelos crimes na Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Portal da Tropical 

Post a Comment

Facebook

header ads