O Grupo Guararapes informou, em nota nessa terça-feira (10), que encerrou suas atividades no Estado do Ceará. A confirmação vem após rumores correrem por meses sobre a transferência das operações para Natal.

Segundo a nota, o propósito do encerramento no Ceará é que a companhia “irá centralizar sua produção fabril em Natal”. De acordo com informações do Jornal Diário do Nordeste, cerca de dois mil funcionários foram demitidos na fábrica no Ceará.

No entanto, informações apuradas pela reportagem da Tribuna do Norte dão conta que houve benefícios para os trabalhadores, como: uma extensão do plano de saúde pelo dobro do aviso prévio e o valor de meio piso salarial para os funcionários.

Além desse fato, as máquinas de costura industrial foram doadas às costureiras. Aos demais foi fornecido um adicional de mais um salário.

Confira nota da íntegra:

“O Grupo Guararapes informa que irá centralizar sua produção fabril em Natal, no Rio Grande do Norte. A decisão faz parte do planejamento estratégico da companhia com foco em otimizar a operação fabril para intensificar eficiência, competitividade e diversificação de produtos. O modelo de negócio integrado do grupo permanece inalterado, preservando a cadeia de fornecimento nacional.

Vale frisar que a Guararapes preza, primordialmente, pelo cuidado e olhar humano, assim todos aqueles que foram afetados por essa decisão já estão recebendo a assistência devida juntamente com um pacote extra para auxiliar nesse período.

A todos foi oferecido a extensão do plano de saúde pelo dobro do aviso prévio e o valor de meio piso salarial. As máquinas de costura industrial foram doadas às costureiras e aos demais foi fornecido um adicional de mais um salário.

A Guararapes tem uma relação de longa data com o Ceará e seguirá atuando no estado por meio de suas lojas.”

Tribuna do Norte

Post a Comment

Facebook

header ads